Logo Vikidia.png
Crie uma conta na Vikidia agora!

Crie uma conta, colabore, e se divirta!

Logo Vikidia.png

Jair Bolsonaro

Da wiki Vikidia
Ir para: navegação, pesquisa
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro 2021 (cropped).jpg
Presidente do Brasil
de 1 de janeiro de 2019 até hoje
Eleição 28 de outubro de 2018
Vice-presidente Hamilton Mourão
Antecessor Michel Temer
Deputado federal pelo Rio de Janeiro
1º de fevereiro de 1991 a 1º de janeiro de 2019
Vereador do Rio de Janeiro
1º de janeiro de 1989 a 1º de fevereiro de 1991
Informações
Nome completo Jair Messias Bolsonaro
Nascimento 21 de março de 1955 (67 anos) em Glicério, São Paulo
Nacionalidade brasileiro
Partido político Partido Liberal
Alma mater Academia Militar das Agulhas Negras
Residência Palácio da Alvorada
Religião católico
Cônjuge Michelle Bolsonaro
Mãe Olinda Bolsonaro
Pai Geraldo Bolsonaro
Filhos Flávio
Carlos
Eduardo
Renan
Laura
Profissão militar

Jair Bolsonaro (nascido em 21 de março de 1955) é um militar que hoje é o atual presidente do Brasil desde 2019. Foi membro da Câmara dos Deputados de 1991 até se tornar presidente em 2019. Também foi membro do Partido Social Liberal até formar seu próprio partido, Aliança pelo Brasil, em novembro de 2019. Ele é conhecido por suas visões políticas populistas e de extrema-direita.

Bolsonaro foi o candidato presidencial do PSL nas eleições presidenciais brasileiras de 2018. Ele ficou em primeiro lugar no primeiro turno das eleições gerais em 7 de outubro de 2018, com o candidato Fernando Haddad em segundo lugar. Os dois candidatos se enfrentaram novamente em 28 de outubro com Bolsonaro vencendo a eleição.

Em 6 de setembro de 2018, Bolsonaro foi esfaqueado várias vezes durante um comício de campanha em Juiz de Fora. Partes do fígado, pulmão e intestino de Bolsonaro foram danificados. Ele foi hospitalizado em condição "extremamente estável" e liberado quase um mês depois, em 29 de setembro.

Bolsonaro foi um defensor aberto do regime militar no Brasil em 1964. Durante a sessão de votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em seu discurso, Bolsonaro homenageou Carlos Alberto Brilhante Ustra, um coronel militar amplamente conhecido no Brasil por ter sido um torturador de militantes e manifestantes no período da ditadura militar brasileira.

Em entrevista de televisão na década de 1990 para a popular revista Veja , ele também fez declarações polêmicas sobre a ditadura militar de Pinochet no Chile , elogiando o ditador chileno e afirmando que "o regime deveria ter agido com mais violência para restaurar o país".

Bolsonaro também é notório por seus discursos públicos, que são percebidos como intolerantes. Ele já falou contra as minorias em certas ocasiões, particularmente a comunidade LGBT (gay). Em entrevista para o documentário Out There , feito pelo ator e comediante britânico Stephen Fry , que trata da ascensão da homofobia no mundo, e exibido na BBCem 2013, o então deputado afirmou:

"Nenhum pai se orgulha de ter um filho gay... Nós, brasileiros, não gostamos de homossexuais. Não gostar não é o mesmo que odiar.", acrescentou. Em um comentário sobre o que ouviu, Fry disse: "Bolsonaro é o típico homofóbico que encontrei pelo mundo, com seu mantra de que os gays querem dominar a sociedade, recrutar crianças ou abusar delas. Mesmo em um país progressista como o Brasil, suas mentiras criar histeria entre os ignorantes, de onde a violência pode surgir."

Como presidente, Bolsonaro minimizou a letalidade da pandemia de COVID-19 no Brasil. Ele disse que o vírus não é mais mortal do que a gripe comum . Em 7 de julho de 2020, Bolsonaro revelou que havia testado positivo para COVID-19.